Sem partidas oficiais por duas semanas, Náutico fará jogo-treino contra o Palmeira/RN

segunda-feira, março 08, 2021
Folga é, normalmente, a recompensa dada a quem trabalhou um pouco mais e agora tem o merecido descanso. Mas no caso do Náutico, por exemplo, não foi um benefício conquistado, e sim uma penalidade por um 2020 aquém do esperado. O Timbu não se classificou para a Copa do Nordeste e do Brasil deste ano. Só tem o Pernambucano no primeiro semestre. Menos partidas a fazer e um intervalo maior entre cada compromisso. Depois de vencer o Sete de Setembro, no Estadual, a equipe só voltaria a campo oficialmente duas semanas depois, contra o Vera Cruz, nos Aflitos. Para não passar tanto tempo parado, o clube optou por fazer um jogo-treino, no dia 15 de março, perante o Palmeira/RN, no CT Wilson Campos.


O longo período sem jogos não é um ponto fora de curva. Neste início de temporada, o clube ficará, no máximo, com uma partida oficial por semana. Podendo ser duas, como no cenário atual. Tempo que o Náutico pode aproveitar para fazer mais jogos-treino, recuperar atletas lesionados ou infectados pela Covid-19, como o goleiro Jefferson, além de aprimorar o entrosamento técnico e tático do time. Novos reforços também terão mais tempo para trabalhar o lado físico.

"Eu não vejo isso [longo tempo sem jogar] como positivo. É impossível fazer 15 dias de treinamentos sem descanso. O mais importante é condicionar mais os jogadores, colocá-los mais homogêneos na parte física e dar ênfase no modelo de jogo", explicou o técnico do clube, Hélio dos Anjos.

Com um calendário mais folgado, o Náutico tem aproveitado para colocar os principais nomes em campo. Por enquanto, a tática tem surtido efeito. O Timbu lidera o Estadual, com seis pontos, e tem o artilheiro do torneio, Kieza, com cinco gols.

FolhaPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »