Na Ilha, Sport vence o Central por 2 a 0 e respira no Campeonato Pernambucano

domingo, março 28, 2021

Há oito jogos sem saber o que é comemorar três pontos, o Sport recebeu e venceu o Central, por 2 a 0, neste domingo (28), na Ilha do Retiro, pela quarta rodada do Campeonato Pernambucano. O triunfo sobre a Patativa alivia a crise enfrentada pelo Leão e faz a equipe rubro-negra subir para a segunda colocação e respirar aliviada na competição. Com gols de Thiago Neves e Toró, o duelo também ficou marcado pela saída do goleiro Carlos Eduardo, que sofreu um choque de cabeça ainda no primeiro tempo e foi conduzido ao hospital.


Com os retornos do lateral-esquerdo Patric e do meia Thiago Neves, o grupo comandado por Jair Ventura buscava a reabilitação na temporada, mas se o Sport esperava encontrar um frágil Central — aquele que foi goleado pelo Náutico, na estreia do Campeonato Pernambucano —, se enganou. Adiantando a marcação, o grupo de Pedro Manta dificultou as tentativas do setor criativo da equipe rubro-negra e não se limitou somente a se defender, investindo em contra-ataques quando conseguia a posse da bola.


O primeiro tempo não foi lá muito inspirador, diferente do que prometiam os minutos iniciais da partida. Os donos da casa mostraram iniciativa a princípio, mas o controle do jogo não durou mais do que cinco minutos. Os agrestinos, por sua vez, não se sentiram intimidados na condição de visitantes e, quando estavam com a bola no pé, partiam para o ataque. Aos onze minutos, um fato curioso: o sistema de irrigação da Ilha do Retiro foi acionado por acidente, paralisando o jogo.

Leia também

• Diretoria do Sport confirma interesse em José Welison

• Tréllez tem nome publicado no BID e fica à disposição no Sport

• Buscando vitória para amenizar crise, Sport recebe Central, na Ilha




O setor criativo do Sport não funcionou como esperado, e as jogadas não conseguiam ser desenvolvidas pelo meio, com os volantes. Quando conseguiam furar a barreira alvinegra, o goleiro Wallef conseguia segurar as pontas. Ainda assim, era do Leão a maior posse de bola, o que permitia um volume maior do meio para a frente. Foi com essa presença na área adversária que, aos 20 minutos, surgiu a oportunidade em uma bola parada. Na cobrança de falta, Thiago Neves mandou a bola por cima da barreira montada pelo goleiro Wallef e abriu o placar.

O gol deu mais tranquilidade ao Leão, mas não abalou os alvinegros, que se lançaram ao ataque na busca pelo gol de empate. Perto do fim da primeira etapa, um choque de cabeça entre o goleiro do Sport, Carlos Eduardo, e o zagueiro Lucão, do Central, preocupou a todos. O lance saiu mais caro para o arqueiro, que ficou caído se debatendo de dor e não voltou para o jogo, dando a vaga para Luan Polli. Carlos Eduardo foi levado, consciente, para a ambulância, que seguiu para o hospital. De acordo com a assessoria do Clube, ele sofreu um trauma na face com concussão cerebral e irá realizar alguns exames.

No retorno do intervalo, os jogadores do Sport mostraram mais vontade e intensidade. O técnico Jair Ventura optou por tirar Maxwell para pôr Dalberto em seu lugar, o que proporcionou mais dinâmica para o setor ofensivo. Foram três chances em sequência desperdiçadas, mas que deixaram claras qual seria a postura dos mandantes.

Na metade do segundo tempo, a Patativa teve a chance de empatar, após a arbitragem marcar um pênalti questionável. Junior Lemos bateu mal, facilitando para a defesa do goleiro Luan Polli, que, ao impedir o empate dos alvinegros, comemorou com as mãos nos ouvidos, como uma resposta às críticas recebidas. O gol desperdiçado abalou os ânimos dos visitantes, que ficaram abatidos, deixando o jogo mais fácil para o Leão.

A postura dos atletas rubro-negros não se apoiaram na vitória mínima e continuaram buscando o jogo. E aos 38 minutos do segundo tempo, Toró, que tinha acabado de entrar em campo, selou a vitória dos donos da casa.

O triunfo sobre o Central foi o segundo do Sport no Campeonato Pernambucano e aliviou uma crise vivida pelo grupo, que estava há nove jogos sem vencer no ano. Agora, o Sport chegou aos sete pontos e subiu para a segunda colocação. Já o Central continua sem vencer na competição e permanece com dois pontos, mas caiu uma posição, ocupando o oitavo lugar.
Ficha do jogo

Sport 2
Carlos Eduardo (Luan Polli); Patric, Adryelson, Iago Maidana e Sander; Ronaldo, Betinho e Thiago Neves (Gustavo); Neilton (Toró), Maxwell (Dalberto) e Mikael (Tréllez). Técnico: Jair Ventura.

Central 0
Wallef; Nininho, Lucão, Allan Miguel e Matheus Issa; João Victor (Madson), Djair (Jonathan), Júnior Lemos e João Felipe (Dodô); Erivan (David) e Jean Moser. Técnico: Pedro Manta.

Árbitro: Tiago Nascimento dos Santos. Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré e Fernando Antônio da Silva Júnior
Gols: Thiago Neves aos 21/1º e Toró aos 39/2ºT (Sport)
Cartão amarelos: Betinho, Jair Ventura (Sport); João Felipe (Central)

FolhaPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »