Liverpool vence Leipzig mais uma vez e vai às quartas da Champions

quinta-feira, março 11, 2021
O Liverpool, que já havia vencido por 2 a 0 no jogo de ida, avançou às quartas de final da Liga dos Campeões nesta quarta-feira, ao derrotar o RB Leipzig no jogo de volta das oitavas de final com o mesmo placar e com gols dos mesmos artilheiros, novamente no campo neutro da Arena Puskas, em Budapeste.

Os jogadores comandados por Jürgen Klopp, que vivem uma má fase no campeonato inglês, depois de conquistarem a Champions em 2019 e a Premier League no ano passado, voltaram a vencer o vice-líder da Bundesliga com gols no segundo tempo de Mohamed Salah (70) e Sadio Mané (74), que haviam marcado no primeiro jogo.

O placar de 0 a 0 no intervalo não foi um verdadeiro reflexo de um jogo vibrante e cheio de alternativas e oportunidades para as duas equipes.


O espanhol Dani Olmo teve a primeira grande chance de abrir o placar para o time alemão e colocar pressão no confronto, mas o goleiro brasileiro Alisson Becker defendeu o chute com o pé (10).


Em seguida, foi a vez do goleiro do Leipzig, o húngaro Peter Gulacsi, aparecer com suas defesas evitando os gols de Diogo Jota (19) e Mohamed Salah (24).


E o zagueiro francês Dayot Upemecano também chegou a tempo para interceptar um chute de Salah que tinha endereço certo (29).


Os alemães responderam com um disparo do sueco Emil Forsberg, que passou rente à trave (31), embora a última oportunidade do primeiro tempo tenha sido novamente de Diogo Jota, cujo chute foi desviado por Gulacsi com os punhos (41).


Eles foram os mesmos protagonistas que na primeira chance do segundo tempo e com o mesmo desfecho: o goleiro evitou novamente um gol do atacante português (55).


Alexander Sorloth deu o último susto nos 'Reds' com um chute que bateu no travessão (65), cinco minutos antes de Salah finalmente abrir o placar. O egípcio avançou em um contra-ataque e disparou de pé esquerdo, colocado (70).


Esse gol obrigava o Leipzig a marcar três vezes em apenas 20 minutos para se classificar, uma missão quase impossível.


Os alemães acusaram o golpe e apenas quatro minutos depois Sané decretou a vitória com um chute de primeira após um cruzamento de Divock Origi (74).

AFP

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »