Reeducandos do regime aberto realizam arborização na Boa Vista, no Centro do Recife

quarta-feira, fevereiro 17, 2021
A Avenida Conde da Boa Vista, no trecho entre a Gervásio Pires e a Rua da Soledade, recebe no canteiro central da via, mudas de Dedal de Dama, uma espécie de planta ornamental que compõem o paisagismo do local. Um total de 370 espécimes foram plantadas por reeducandos do regime aberto, desde a segunda-feira (14) até esta quarta-feira (17). Com o desempenho dos serviços, os reeducandos são remunerados com um salário mínimo de R $ 1.100,00, incluindo alimentação e transporte.
“É uma oportunidade de enxergar a vida de uma forma diferente, uma atividade laborativa gratificante que ajuda na reintegração à vida em liberdade e contribui com a arborização urbana. Eles têm a satisfação pessoal em trabalhar nessa atividade”, explica o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

De acordo com a secretaria, as mudas foram cultivadas pelos próprios reeducandos, numa sementeira da Capital Pernambucana. “Nove reeducandos trabalham na sementeira do Sítio da Trindade, no Recife e quatro são responsáveis pela distribuição das mudas nos bairros. Eles fazem o cultivo nas sementeiras e, através do serviço de Disk Mudas, seguem deixando as cidades mais verdes, com palmeiras imperiais e leque, manila, ipê roxo, ipê rosa, pau de jangada e pau-brasil”, informa.

Segundo a secretaria, o grupo de reeducandos responsável pelo plantio, realiza o serviço através do convênio de empregabilidade entre o Patronato Penitenciário, órgão da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e a Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb).

DP

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »