Mortes por Covid-19 na África aumentam 40% em um mês, diz OMS

quinta-feira, fevereiro 11, 2021
As mortes por covid-19 na África "aumentaram 40%" em um mês, alertou nesta quinta-feira (11) a Organização Mundial da Saúde (OMS), expressando sua preocupação com o impacto das novas variantes mais contagiosas no continente.


"Mais de 22.300 mortes foram registradas na África nos últimos 28 dias, contra quase 16.000 nos 28 dias anteriores", afirmou a divisão África da OMS, com sede em Brazzaville.


Esta situação ocorre quando o continente "luta contra novas variantes mais contagiosas e se prepara para a maior campanha de vacinação de sua história", escreveu a agência da ONU após uma coletiva de imprensa virtual.


Os primeiros casos de coronavírus na África foram diagnosticados em 14 de fevereiro de 2020. Desde então, mais de 3,7 milhões de pessoas se contagiaram, das quais 96.000 morreram, segundo dados da OMS publicados nesta quinta-feira.


O aumento das mortes "é um sinal preocupante de alarme de que os profissionais da saúde e os sistemas de saúde da África estão perigosamente sobrecarregados", disse Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS.


Durante a primeira onda da pandemia, a África foi o continente menos afetado. Já na segunda, com os casos "muito acima" da primeira, "os centros de saúde ficaram lotados", segundo a OMS.


A grande maioria dos países ainda não começou a vacinar e, em alguns como República Democrática do Congo, a vacinação contra o coronavírus é um assunto polêmico.


"Saiam e se vacinem quando uma vacina estiver disponível em seu país", pediu Moeti às populações da África. A pandemia está "longe de acabar e as vacinas são uma ferramenta essencial no nosso combate ao vírus", acrescentou.

AFP

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »