Laudo reforça tese de erro médico na morte da influenciadora pernambucana Liliane Amorim

quinta-feira, fevereiro 04, 2021
A tese de que a influenciadora pernambucana Liliane Amorim morreu após erro médico ganhou força com o resultado do laudo médico do IML. Segundo reportagem do site UOL, o documento indica que as causas da morte de Liliane, em 24 de janeiro, foram perfurações no intestino.

Ainda segundo o site, o laudo não afirma que as perfurações foram feitas durante o procedimento de lipoaspiração, pelo qual Liliane passou 16 dias antes de morrer. "O laudo pericial veio corroborar com a tese de que houve erro médico", diz a advogada da família de Liliane, Débora Helen Santos. "Foi decorrente do erro médico durante a lipoaspiração, em que houve perfuração do intestino dela", defende.

O inquérito que investiga a morte de Liliane Amorim foi aberto. Testemunhas foram ouvidas e o médico responsável pela lipoaspiração, Benjamim Alencar, deve prestar depoimento também. Além desse inquérito, a família de Liliane estuda processar o médico por danos morais. O médico Benjamim Alencar não quis falar com o UOL.

Correio Braziliense

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »