Autonomia da Secretaria de Esportes em relação à Emlurb é prioridade, diz Rodrigo Coutinho após relatório preocupante sobre equipamentos públicos

quinta-feira, fevereiro 25, 2021
Em audiência pública remota convocada pelo vereador Paulo Muniz (Solidariedade), na tarde desta quarta-feira, o secretário de Esportes do Recife, Rodrigo Coutinho, disse que está entre suas prioridades buscar a autonomia da secretaria para executar ações de manutenção de equipamentos esportivos públicos, hoje sob a aba da Emlurb.

“Queremos desburocratizar a questão, encurtar o caminho para conseguirmos fazer a manutenção dos equipamentos sem depender da Secretaria de Infraestrutura, onde está lotada a Emlurb”. Na ocasião, Paulo Muniz apresentou relatório indicando que 97,9% dos equipamentos públicos esportivos nos bairros de Boa Viagem, Pina e Brasília Teimosa, como quadras de futebol, tênis e basquete, pistas de skate, academias e áreas destinadas a práticas esportivas, precisam de reparos ou reformas estruturais.

O levantamento, feito na última semana, mostra que iluminação pública, que tem impacto direto na segurança e dificulta a prática esportiva no período noturno, é o problema de maior recorrência. Também foram verificadas questões como fiação elétrica exposta, buracos, corrimão quebrado, quadras sem tela de proteção, locais sem acessibilidade, ausência de sanitários e lixeiras, abandono ou utilização indevida de área destinada à prática esportiva.
No encontro virtual, Rodrigo Coutinho anunciou a entrega, ainda sem data confirmada, de três equipamentos esportivos: skate park na Rua da Aurora e quadras de futevôlei nos bairros do Coque e do Campina do Barreto. Na gestão de João Campos, a Secretaria de Esportes do Recife, antes vinculada à pasta de Turismo e Lazer, ganhou independência.

A audiência desta quarta-feira abriu o projeto Transforma Zona Sul, anunciado esta semana pelo vereador Paulo Muniz e que visa analisar, debater e propor soluções para os bairros de Boa Viagem, Pina, Brasília Teimosa, Ipsep e Imbiribeira. Por meio de observação técnica (com vereador e equipe em campo) e entrevistas com moradores de cada localidade, serão feitos diagnósticos sobre iluminação, segurança, mobilidade urbana, habitação, saúde, educação e esportes. O resultado será levado a debate através de audiências públicas com autoridades e representantes da respectiva área. E o legislador buscará soluções através de requerimentos aos órgãos competentes e ao poder público e via projetos de lei.

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »