Geraldão recebe grande movimentação de idosos em segundo dia de vacinação

quarta-feira, janeiro 27, 2021
Nesta quarta-feira (27), segundo dia de vacinação dos maiores de 85 anos contra a Covid-19, o Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, mais conhecido como Geraldão, na Zona Sul do Recife, estava com grande movimento de idosos para tomar a primeira etapa da vacina. De acordo com Andreza Barkokebas, secretária executiva de gestão do trabalho e educação em saúde, as 84 mil doses da AstraZeneca/Oxford, que chegaram a Pernambuco no último domingo, sendo 16.520 destinadas para o Recife, são suficientes para atender a demanda de vacinação dos idosos prioritários no município. A secretária reforça ainda que, para receber a primeira dose da vacina, é necessário o idoso, ou algum familiar, marcar dia, horário e local no site Minha Vacina ou no aplicativo Conecta Recife, disponível para android e IOS. Para os idosos que não conseguem realizar essa marcação virtual, basta comparecer a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de casa que um agente auxiliará na marcação.


“Com a chegada da vacina de Oxford, o Recife avançou para o segundo módulo do plano Recife Vacina. Hoje, estamos abrindo nove centros e três drive-thrus focados para o grupo prioritário de 85 anos ou mais. Com essas doses iremos poder contemplar todos os idosos dessa faixa etária prioritária”, afirmou a secretária. Os nove centros ficam nos seguintes locais: Compaz Dom Helder Câmara, no Coque; Unidade de Cuidados Integrais (UCIS) Guilherme Abath, no Hipódromo; Escola Nilo Pereira, em Casa Amarela; Compaz Miguel Arraes, na Caxangá; Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro; Escola Miguel Arraes de Alencar, na Estância; Ginásio Geraldão, na Imbiribeira Escola Nadir Colaço, na Macaxeira; UPA-E Fernando Figueira, no Ibura. Já os drive-thru serão no Parque da Macaxeira, Geraldão e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).


Alcineide Maranhão levou o pai, Alcides José, 85 anos, para tomar a primeira dose da vacina contra Covid-19, através do drive-thru do Geraldão, no bairro da Imbiribeira. Ela conta que houve um atraso no início da vacinação e que ainda houve um carro que tentou furar a fila e que a guarnição do local interviu. “Hoje, trazendo meu pai, tenho o sentimento de felicidade, alívio, esperança de que tudo isso passe, agora mais perto do que nunca, e gratidão a todos que fizeram isso acontecer, todos os cientistas e equipe de saúde. É um momento de muita emoção. Infelizmente houve atrasos no drive-thru porque algumas pessoas que estão na fila não realizaram o agendamento, atrasando quem fez o certo”, contou a filha do idoso contemplado com a primeira dose.


Ivonete Tavares, 88 anos, estava tomada pela ansiedade de ser vacinada nesta quarta-feira. (Foto: Paulo Paiva (@paulopaivafoto) / DP)


Já Ivonete Tavares, 88 anos, estava tomada pela ansiedade de ser vacinada nesta quarta-feira. As filhas que a acompanhavam no drive-thru relatam que a mãe não conseguiu dormir durante a noite e que, desde ontem, fala sobre o grande dia em que seria vacinada. “Fazia muito tempo que a gente esperava por essa vacina e, graças a Deus, chegou o grande dia! Eu não dormi de tanta ansiedade para tomar essa vacina”, finalizou.

DP

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »