Estudantes embarcam para apresentar trabalho sobre Josué de Castro e a fome em Nova Iorque

segunda-feira, junho 17, 2019
Após passar pela Feira de Conhecimento do Recife e participar da XI Mostra Científica Latino-Americana na Província de Trujillo, no Peru em novembro do ano passado e conquistar o segundo lugar geral e credenciamento para GENIUS Olympiad, em Nova Iorque, as estudantes do 9° ano, Thays Coelho (13), Rayane de Freitas (15) e Jessica de Santana (15), da Escola Municipal Octávio de Meira Lins, localizada no Vasco da Gama, embarcaram neste domingo (16 de junho), para a cidade americana.

Em sua primeira viagem para Nova Iorque as alunas irão apresentar o trabalho, “A Questão da Fome: De Josué de Castro à Segurança Alimentar e Nutricional”. A pesquisa trata da questão da fome relacionada à carência alimentar e nutricional na comunidade do Alto Nossa Senhora de Fátima, onde as meninas vivem e comunidade cujos sujeitos foram de parâmetro para uma avaliação qualitativa a respeito de como se alimenta essa população.

“Esta data marca um capítulo especial, não só para essas meninas que vão representar a Prefeitura do Recife nos Estados Unidos, mas para toda a rede de educação. Elas vão ter uma oportunidade única, vão poder trocar informações com estudantes do mundo todo, então espero que aproveitem”, destacou o secretário de Educação Bernardo D’Almeida.

Para a Ana Paula Freire, professora de Geografia e orientadora do projeto, a equipe é muito dedicada e ela está orgulhosa com o que tem acontecido na vida das meninas. “Nossa maior alegria é ver que elas estão conquistando o mundo com esforço próprio. Elas se dedicaram às pesquisas e nas aulas de inglês, pois elas vão apresentar e hoje elas ajudam até colegas de outras turmas, quando eles estão com dificuldades. Tenho certeza que a equipe está preparada e vai fazer bonito na feira”, pontuou.

Thays Coelho relembra que foi a partir das aulas da professora Ana Paula que surgiu o interesse pelo tema da fome. “Quando a professora nos apresentou o livro Geografia da Fome, de Josué de Castro, vi que convivíamos em sala de aula com muitas das características de que ele falava no livro como sonolência e anemia, entre outras. Foi aí que decidi junto com minhas amigas fazer um trabalho a respeito da qualidade da alimentação no bairro que vivemos”, esclareceu. A oportunidade única de viajar para tão longe da casa também é um, sonho que se descortina através da educação, verdadeiro passaporte para alterar a realidade que cerca os estudantes da rede. “Nunca sonhei em sair do Brasil, quanto mais conhecer outros países através do nosso trabalho”, confidenciou Thays.

As alunas Rayane Freitas e Jessica de Santana, tiveram a vida transformada. “Estamos muito felizes com tudo que está acontecendo. Mas ainda porque foi a partir do nosso esforço e da dedicação da nossa professora e da escola que conquistamos tudo isso. Estamos ansiosas e esperamos ter um bom desempenho na feira”, pontuou.

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »