Brasil faz dever de casa e bate o Catar em Brasília

quinta-feira, junho 06, 2019
A Seleção Brasileira iniciou sua preparação para a Copa América 2019 sem encher os olhos. Vivendo sob a sombra do escândalo de estupro e agressão envolvendo Neymar, a equipe deixou os problemas do lado de fora das quatro linhas na noite desta quarta-feira (05), em Brasília. Com certa tranquilidade, mas sem entregar uma atuação à altura do elenco, a Canarinho fez o dever de casa e bateu o Catar por 2x0, com gols de Richarlison e Gabriel Jesus, ambos no primeiro tempo. Detalhe que o próprio Neymar pouco contribuiu para o triunfo, pois saiu lesionado já nos primeiros minutos da partida.


Nos primeiros minutos, o Brasil tratou de deixar claro que não iria bobear. Aceso e com espírito competitivo, o time foi pra cima desde o início da partida, embora não construísse grandes jogadas de perigo. Ainda assim, a superioridade era nítida. E o gol era questão de tempo. Assim, não demorou tanto para os anfitriões balançarem as redes. Aos 15 minutos, Coutinho - um dos mais dispostos em campo -, carregou a bola para a ponta direita e recuou para Daniel Alves. O lateral-direito e capitão levantou na grande área. Richarlison comprovou a boa fase e cabeceou para o gol da equipe adversária.


Foi logo após o gol que Neymar saiu de campo com gelo no pé direito e chorando de dor. Everton entrou em seu lugar e o ritmo da equipe não diminuiu. Tanto é que o placar foi ampliado logo depois. Aos 23 minutos, Daniel Alves mandou em profundidade para Richarlison. O atacante dominou e deixou Gabriel Jesus numa boa para fazer o segundo gol. O time verde-amarelo ainda teve duas boas chances no primeiro tempo. A primeira com Daniel Alves e a segunda com Everton, mas os dois esbarraram na defesa de Al-Sheeb.

No segundo tempo, o Brasil tratou de administrar o resultado. No último minuto, o árbitro marcou um pênalti para o Catar após consultar o VAR. Na cobrança, Khoukhi acertou o travessão e o placar permaneceu inalterado. A Seleção Brasileira volta a campo no próximo domingo (9), quando vai encarar Honduras, no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Ficha técnica:

Brasil 2
Ederson; Daniel Alves (Éder Militão), Miranda, Marquinhos e Filipe Luís (Alex Sandro); Casemiro, Arthur (Fernandinho) e Coutinho (Paquetá); Neymar (Everton), Richarlison (David Neres) e Gabriel Jesus. Técnico: Tite

Catar 0
Al Sheeb; Al Hajri, Khoukhi e Salman; Pedro Correia, Madibo, Hatem (Abdulsalam), Haydos (Doozandeh) e Hassan (Ali Afif); Akram Afif (Alaaeldin) e Almoez Ali. Técnico: Felix Sánchez

Local: Estádio Mané Garrincha (Brasília)
Árbitro: Jose Argote (Venezuela). Assistentes: Lubin Torrealba e Franchescoly Chacón (ambos de Venezuela).
Cartões amarelos: Casemiro (Brasil); Pedro Miguel e Madibo (Qatar).
Gols: Richarlison, aos 16, e Gabriel Jesus, aos 24 minutos do primeiro tempo.
Público: 34.204. Renda: R$ 3.880.825,00

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »