Reunião para discutir reajuste da passagem de ônibus no Grande Recife é cancelada

terça-feira, fevereiro 12, 2019
O Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) cancelou a reunião desta terça-feira (12), que discutiria o reajuste das passagens de ônibus do Grande Recife. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação informou, por meio de nota, que uma nova data será marcada em "momento oportuno".


A análise de um possível aumento estava prevista para janeiro, mas foi impedida por uma decisão da Justiça. Mesmo que os conselheiros aprovassem o reajuste durante a reunião prevista para esta terça, a nova tarifa não começaria a valer imediatamente, pois, na segunda-feira (11), a Justiça de Pernambuco concedeu liminar suspendendo por dez dias a aplicação de um possível aumento.


Segundo a secretaria, foi justamente por causa da liminar da segunda, que "suspende a eficácia de uma eventual deliberação sobre a revisão das tarifa", que a reunião foi adiada.


A decisão é do juiz Djalma Andrelino Nogueira Junior, da 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, o mesmo que concedeu a liminar probindo a deliberação do aumento baseando-se no regimento interno do CSTM, que estipula que propostas de reajuste sejam apresentadas aos conselheiros dez dias antes da reunião para votação delas.


Segundo o magistrado, o prazo de dez dias para o reajuste é necessário para a possibilidade de "contestação dos demandados", que são a Agência Estadual de Regulação de Serviços Delegados de Pernambuco (Arpe), o Grande Recife Consórcio de Transporte e a Procuradoria Geral de Pernambuco, além do CSTM.


Na segunda-feira (11), a manifestantes realizaram um protesto contra o aumento da tarifa no Centro do Recife, em frente aos Correios da Avenida Guararapes.


Ônibus no Recife — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press



Propostas



As empresas que operam as linhas de ônibus no Grande Recife, representadas pela Urbana-PE, sugeriram acréscimo de 16% nas tarifas. Com isso, o anel A, que custa R$ 3,20, passaria para R$ 3,70.


Já o Grande Recife Consórcio de Transporte propõe reajuste de 7%, aumentando o valor do Anel A para R$ 3,45, do Anel B de R$ 4,40 para R$ 4,70 e do Anel G de R$ 2,10 para R$ 2,25, além de ser extinguir o Anel D.


A Frente de Luta pelo Transporte Públcio, por meio dos conselheiros Pedro Josephi e Marcio Morais, apresentou proposta de tarifa única no valor de R$ 2,88.




Aumento de 14,26% em 2017




Em 2018, não houve reajuste nas tarifas de ônibus na Região Metropolitana do Recife. Em 2017, a tarifa do Anel A, que custava R$ 2,80, passou a ser de R$ 3,20, enquanto a do Anel B aumentou de R$ 3,85 para R$ 4,40. Subiram também os valores do Anel D, que foi de R$ 3 para R$ 3,45, e do Anel G, de R$ 1,80 para R$ 2,10.


Na ocasião, o aumento na passagem foi aprovado com 12 votos a favor, dos 18 possíveis do CSTM. O reajuste foi recebido com protestos pela população, que fez manifestações pelas ruas da capital pernambucana desaprovando a medida.




Tarifa Única




Promessa de campanha do governador Paulo Câmara (PSB) em 2014, a tarifa única por R$ 2,15 não foi implementada. Em entrevista ao G1 em setembro de 2018, antes de ser eleito para o segundo mandato, Câmara afirmou que o governo conseguiu avançar e que, atualmente, há 85% dos passageiros pagando a tarifa mais baixa, do Anel A. O governador afirmou que a meta para os próximos quatro anos.

G1

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »