Obra deixa 250 mil pessoas sem água na Zona Norte do Recife

quarta-feira, fevereiro 06, 2019
Uma obra no sistema de abastecimento deixa 250 mil pessoas sem água, na Zona Norte do Recife, desta quarta-feira (6) até a madrugada da quinta-feira (7). Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o serviço visa melhorar o abastecimento do bairro de Vasco da Gama.


Durante a realização da obra, as seguintes localidades ficam sem água: Casa Amarela, Apipucos, Alto José Bonifácio, Alto do Mandu, Alto José do Pinho, Casa Forte, Poço da Panela, Monteiro, Santana, Alto Santa Isabel, Parnamirim, Mangabeira, Jaqueira, Tamarineira, Rosarinho, Aflitos, Água Fria, Beberibe, Bomba do Hemetério, Arruda, Ponto de Parada, Espinheiro, Encruzilhada, Hipódromo e Torreão.


O serviço, segundo a Compesa, busca viabilizar o corte de uma tubulação de 600 milímetros, que deve fazer a interligação entre os sistemas de abastecimento do Grande Recife e a futura Estação Elevatória da Bela Vista.


Esse sistema de bombeamento, que ainda está em obras, deve ampliar a oferta de água no bairro de Vasco da Gama, beneficiando também 80 mil moradores do Morro da Conceição, Alto José do Pinho, Alto 13 de Maio, entre outros da região.


Obra no sistema de abastecimento do Grande Recife é realizada nesta quarta (6) — Foto: Compesa/Divulgação


A próxima etapa da obra prevê a instalação de uma adutora de três quilômetros de extensão, a partir da Estação Elevatória, em direção ao reservatório de Mundo Novo, em Casa Amarela, com uma vazão de até 200 litros por segundo.



A previsão é de que as obras sejam concluídas em maio de 2019. O investimento é de R$ 10 milhões do Governo do Estado, através de empréstimo do Banco Mundial (BIRD).




Vazamento




Durante a manhã desta quarta (6), vários telespectadores enviaram vídeos para o WhatsApp da TV Globo de um suposto vazamento de água limpa no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte. A tubulação aberta despejava água com forte vazão no canal de Vasco da Gama. (Veja vídeo acima)


Por meio de nota, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) afirmou que não se tratava de um vazamento, mas de uma "descarga de rede", procedimento técnico realizado para esvaziar a tubulação e, assim, permitir a realização da obra.


Ainda segundo a Compesa, o processo de fechamento da descarga entrou em curso ainda durante a manhã desta quarta (6) e deve ser finalizado à tarde, quando tem início a obra. A manutenção deve ser concluída na madrugada da quinta-feira (7), quando ao abastecimento da água também é normalizado.

G1

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »