Igreja do século 18 é arrombada e quatro imagens de santos são roubadas em Olinda

quarta-feira, fevereiro 13, 2019
A Igreja do Bonfim, no Carmo, no Sítio Histórico de Olinda, foi arrombada e teve quatro imagens de santo roubadas. Construído em 1707, o templo religioso foi reinaugurado em outubro de 2018, após seis anos fechado por causa de problemas estruturais. O roubo foi percebido pela administração do local nesta terça (12). (Veja vídeo acima)


Apesar de ter sido reinaugurada, a igreja estava fechada e missa de reabertura está marcada para o sábado (16). Segundo o padre Carlos Jerônimo, pároco da Igreja de São Pedro Mártir, à qual a Igreja do Bonfim é vinculada, duas das imagens roubadas ficavam no altar principal do templo. As outras duas estavam na sacristia.


Refletores de altar foram levados da Igreja do Bonfim, em Olinda — Foto: Luna Markman/TV Globo


"No dia 2 de fevereiro, fomos ao local para fazer a limpeza e tínhamos marcado de instalar os bancos no local hoje [terça]. Desde então, a igreja estava fechada. Quando a secretária chegou, notou o roubo", afirma o padre.


Três imagens roubadas foram identificadas como sendo de Santa Cecília, São Vicente Férrer e São Gonçalo do Amarante. As estátuas são feitas de madeira e, no chão da igreja, foi encontrada a mão de uma delas.


Além dos santos, foram levados pelo menos dois refletores que iluminavam o altar e um chuveiro elétrico do banheiro. De acordo com o padre, os bandidos provavelmente invadiram a igreja pela lateral do templo.



Imagens foram roubadas da Igreja do Bonfim, em Olinda — Foto: Igreja do Bonfim/Divulgação


"Eles escalaram o portão da frente da igreja e seguiram para o outro lado. Depois, danificaram um portão de ferro que dá acesso à igreja, no primeiro andar. Não temos nenhum sistema de monitoramento, mas já acionei uma empresa para a instalação de sensores", diz o padre.


Por ser um patrimônio histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o caso é investigado pela Polícia Federal (PF), através da Delegacia de Combate aos Crimes contra o Meio Ambiente e o Patrimônio Histórico.




Resposta do governo




Por meio de nota, a Secretaria de Defesa Social (SDS) informa que "o Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods) está fazendo uma busca de imagens que possam ajudar a polícia a chegar ao responsável ou responsáveis pelo furto e dano ao patrimônio da Igreja do Bonfim". Entretanto, as imagens não serão divulgadas "para não prejudicar as investigações".


Como a igreja ficou fechada por dez dias em fevereiro, a SDS diz ser possível que o roubo tenha ocorrido nesse período. "A Companhia Independente de Apoio ao Turista (CIAtur), responsável pelo policiamento ostensivo no Sítio Histórico, está ciente do fato e a segurança está reforçada em toda a Cidade Alta para garantir a tranquilidade dos moradores, trabalhadores, turistas e foliões", traz o texto.



Em nota enviada na quarta (13), a Polícia Federal informou que ficará responsável pelas investigações e que uma equipe foi fazer a perícia do local. Um inquérito policial será instaurado sob a responsabilidade da Delegacia de Repressão aos Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico.




Reinauguração




A Igreja do Bonfim passou por reformas na torre do sino e na fachada, bem como na cobertura do forro, nos altares e no conjunto de imagens dos santos. A igreja foi interditada em 2012, porque segundo a prefeitura de Olinda, apareceram fissuras no revestimento e partes da decoração começaram a se desprender, causando risco aos frequentadores.


Uma parte do forro desabou e, além disso, falou-se em risco de desabamento da torre, que foi posteriormente descartado. A restauração começou em abril de 2017. No dia 13 de janeiro de 2019, a igreja foi aberta para a lavagem das escadarias durante o cortejo do Águas de Oxalá.

G1

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »