Uma família de jabutis, dois papagaios e uma coruja são entregues à CPRH

quarta-feira, janeiro 23, 2019
Um casal de jabutis-piranga, com pelo menos 50 anos de idade, e seus três filhos, de aproximadamente quatro anos, são alguns dos novos animais silvestres que passarão por reabilitação no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), antes de serem finalmente devolvidos à natureza. Apelidado de Romeu e Julieta, o casal de jabutis, com a prole, foi entregue voluntariamente à CPRH nesta terça (22). Também voluntariamente, foram entregues dois papagaios e uma coruja.

Os jabutis (Chelonoidis carbonarius) foram levados à CPRH pela publicitária Cibele Ferreira das Neves, moradora de Jardim São Paulo, Zona Oeste do Recife. Ela disse ter recebido o casal de quelônios há dez anos, de um idoso que, à época, revelou que cuidada dos mesmos já há quatro décadas. Se apegou aos jabutis, que batizou de Romeu e Julieta, e cuidou dos mesmos no quintal de sua residência. Há aproximadamente quatro anos vieram os filhos. Agora, resolveu fazer a entrega voluntária para que os animais possam conviver com outros da espécie.

Outras duas entregas voluntárias foram de um papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva), que era criado pela aposentada Maria das Neves Viana há 25 anos, em Olinda, e de um papagaio-do-mangue (Amazona amazônica), criado há 15 anos pelo senhor Joel Gomes de Souza, morador do Conjunto Praia do Janga, em Paulista. Ambos também resolveram que o melhor seria que os animais interagissem com outros da espécie. Joel Gomes fez a entrega na sede da CPRH, em Casa Forte, e Maria das Neves levou Fred – como ela chamava o papagaio-verdadeiro – ao Cetas, no bairro da Guabiraba, Zona Norte do Recife. “O coração ficou bem apertadinho, mas sei que foi o melhor para ele”, disse a aposentada.

A coruja-buraqueira (Athene cunicularia), por sua vez, foi cuidada por uma proprietária de uma casa de veraneio na praia de Carneiros, no município de Tamandaré, após se chocar na parede do imóvel. A família trouxe a ave para o Recife e acionou uma equipe da Trilogiabio, que fez o resgate e entregou a coruja ao setor de fauna da CPRH.

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »