Adolescentes da Funase visitam museus e pontos turísticos do Recife

segunda-feira, janeiro 21, 2019
O mês de janeiro é marcado por diversas atividades alusivas às férias escolares. Na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), não tem sido diferente. Três unidades de semiliberdade da Região Metropolitana do Recife tiveram uma programação voltada para os adolescentes atendidos. Entre as atividades propostas, estão visitas a museus e a pontos turísticos da capital pernambucana. A participação nas atividades externas leva em conta critérios como o bom comportamento dos socioeducandos.

Na Casa de Semiliberdade (Casem) Santa Luzia, unidade que atende o público feminino, as socioeducandas foram contempladas com dois passeios: o primeiro, ao Museu da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), e o segundo, ao Espaço Ciência. Outra unidade que teve programações foi a Casem Areias. Cinco adolescentes foram ao Museu Cais do Sertão, no Recife, para aprender sobre a vida e obra de Luiz Gonzaga. Outros três socioeducandos que tiveram bom comportamento ao longo da semana participaram de um passeio na praia de Boa Viagem. Outros cinco adolescentes da unidade também tiveram a oportunidade de visitar o Parque Estadual Dois Irmãos com o objetivo de tirar dúvidas sobre o meio ambiente.

A Casem Olinda também realizou um passeio para o Espaço Ciência. Os socioeducandos participaram de atividades lúdicas e tiraram dúvidas sobre temáticas apresentadas no local. “Momentos como esses nas unidades ajudam o adolescente no cumprimento da medida socioeducativa. Muitas das atividades realizadas são inéditas para os jovens, mesmo estando previstas enquanto direito no Estatuto da Criança e do Adolescente. Assim, eles estão tendo a oportunidade de conhecer outros espaços de convivência, cultura e lazer”, ressaltou a coordenadora técnica da Casem Areias, Martha Urquisa.

De acordo com a coordenadora técnica da Casem Santa Luzia, Tilda Mendes, momentos como esses nas unidades ajudam o adolescente no cumprimento da medida socioeducativa. “Os passeios extraescolares no período de férias proporcionam às adolescentes não apenas momentos de diversão, mas espaços constantes de aprendizado e cultura”, destacou. “As atividades de férias na Casem Olinda fazem parte da garantia do processo educativo. Os resultados têm impacto positivo, oportunizando desenvolvimento e aprendizagem”, completou a coordenadora técnica da Casem Olinda, Joanna de Angelis.

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »