Mulher compra caminhonete nova e descobre que chassi já era registrado com outro carro

sexta-feira, dezembro 28, 2018
Uma empresária foi surpreendida após comprar uma caminhonete zero, de aproximadamente R$ 200 mil, no Recife. Ao tentar emplacar o veículo, Kátia Abreu foi informada de que o chassi dele já havia sido registrado em outro carro, emplacado na Bahia. A Toyota do Brasil lamentou, por telefone, o ocorrido. O Procon multou a concessionária por não apresentar solução para o ocorrido.


O carro foi comprado novo, em uma concessionária na Avenida Rui Barbosa, no bairro das Graças, Zona Norte da capital, para facilitar o transporte do filho de Kátia, que é cadeirante após um acidente.


Com nota fiscal em mãos, a empresária explica que comprou o veículo à vista e, há duas semanas, tentou emplacá-lo, mas não conseguiu: o despachante descobriu, no Detran, que o veículo era clonado. "O carro chegou dia 14 [de dezembro], acionamos o Detran e tivemos a triste notícia de que o carro chegou clonado de fábrica", conta.


Kátia conta que tentou resolver o problema junto à concessionária desde, mas que foi orientada a procurar o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), uma vez que a loja dizia que não havia recebido resposta da fábrica. Sem conseguir solução, ela procurou o Procon, a Polícia Civil e o Ministério Público estadual.


"A gente entende que a concessionária tem total responsabilidade sobre essa venda. Como a empresa se recusou a fazer uma conciliação, foi lavrado um auto de infração e foi imposto uma penalidade em cima da concessionária de R$ 100 mil. Ela será notificada desse auto de infração terá o prazo de 10 dias para apresentar defesa", explica o gerente de fiscalização do Procon, Roberto Campos.


Para o Procon, houve uma a transgressão ao Código do Consumidor quando não foi oferecida uma opção a cliente - de ter outro veículo ou que o dinheiro dela fosse devolvido. "A gente não entende porque a concessionária não quer atender os anseios do consumidor, ou dão outro carro ou devolvem a quantia", diz o gerente.


Empresária comprou carro em concessionária, no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo


A concessionária afirmou que apenas a Toyota falaria. A Toyota do Brasil informou, pelo telefone, que foi marcado um encontro com a cliente para a manhã do sábado (29). Segundo o diretor de assuntos governamentais da empresa, Ricardo Bastos, desde 2013 vem sofrendo com vazamentos de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).


Bastos afirmou, ainda, que essa não foi a primeira vez que casos como esse ocorrem e que a empresa já registrou, desde 2013, cerca de 600 casos de carros clonados. Em todas as vezes, a empresa fez denúncias às autoridades. O G1 tenta contato com o Denatran.

G1PE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »