Quadrilha que roubou e torturou 20 pessoas em praia de PE tentou furar olho de vítima e fez criança refém, diz polícia

terça-feira, setembro 11, 2018
A quadrilha que roubou e torturou um grupo de 20 pessoas na praia de Mangue Seco, em Igarassu, no Grande Recife, tentou furar o olho de uma delas e fez refém uma criança de três anos, ameaçando sequestrá-la e matá-la para inibir reações das vítimas, segundo a Polícia Civil. O crime ocorreu no sábado (8) e deixou cinco pessoas feridas. Nesta terça (11), a corporação anunciou que quatro homens foram presos.

De acordo com o delegado David Medeiros, responsável pelas investigações, as vítimas acampavam no local, quando foram surpreendidas pela quadrilha. Os homens, que estavam sob efeito de drogas e foram presos na segunda (10), pegaram uma criança de três anos de idade e ameaçaram levá-la e matá-la, caso alguém reagisse à investida criminosa.

Durante a ação criminosa, eles chegaram a ferir as vítimas com facões ao descobrirem que, além de celulares e um rádio, elas não tinham mais o que entregar.

"As vítimas são pessoas pacatas e estavam acampadas ali por lazer, como sempre faziam. Tomaram uma criança como refém e colocaram uma faca em seu pescoço. Isso certamente inibiu a reação das pessoas, por mais que seja um grupo de 20. Os indivíduos bateram nas pessoas, as feriram com facões e tentaram furar o olho de uma das vítimas, que já estava no chão. Por sorte, ela desviou", disse o delegado.

O assalto foi anunciado por volta das 4h, segundo o depoimento das vítimas à Polícia Civil. Ao todo, foram levados cinco celulares e cerca de R$ 100. Um aparelho de som foi quebrado. Depois de pedirem mais objetos, os homens ameaçaram matar as pessoas do grupo ao saberem que não havia mais pertences a serem entregues e, em seguida, feriram quatro adultos e um adolescente com as armas brancas.

"Um dos elementos, que tentou furar o olho de uma das vítimas, ainda se dirigiu a uma senhora que morava perto e a ameaçou matar toda a sua família, caso ela falasse sobre algo do que ali ocorreu", contou o delegado.

Um dos assaltantes também tentou disparar contra as vítimas, mas a arma teria falhado. Três homens, de 45 e 33 anos, uma mulher de 39 anos e um adolescente de 15 foram atingidos pelas armas brancas e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarassu. Ainda segundo a polícia, algumas das vítimas foram socorridas no Hospital da Restauração, na região central do Recife, com os dedos praticamente decepados pelos criminosos.

Os quatro homens foram encaminhados ao Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, onde respondem pelos crimes de roubo qualificado, asssociação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e tortura.



G1PE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »