Confronto contra a Chape será decisivo para o Sport

quinta-feira, agosto 02, 2018
Durante o mês de julho, o Sport somou apenas derrotas. Ao levar em consideração as duas últimas partidas antes do início da Copa do Mundo deste ano, são já são seis jogos sem vitórias. Com o Sport inserido neste cenário, uma crise na Ilha do Retiro seria inevitável. No próximo domingo, a equipe terá como compromisso o confronto contra a Chapecoense, em casa. Apesar do momento ruim que vive, o Leão vê o duelo como a oportunidade para respirar, mesmo afundado em tantos problemas. Uma derrota, no entanto, pode desencadear uma série de situações perigosas ao caminho rubro-negro nesta Série A.

O Sport entra nesta 17ª rodada figurando na 13ª colocação, com 19 pontos. O atual aproveitamento da equipe é de 39,6%. Caso não consiga pontuar diante da Chapecoense, o fantasma da zona de rebaixamento irá incomodar o Rubro-negro. A diferença dos pernambucanos para a primeira equipe inserida no Z4, o Santos, é de apenas três pontos. Os paulistas atuarão no sábado, contra o Botafogo, no Rio de Janeiro. Nesta Série A, o Leão figurou no grupo de rebaixáveis apenas na primeira e na segunda rodada.

Outra situação de crise, que pode ser agravada, caso uma vitória rubro-negra não seja conquistada, seria a possível demissão do técnico Claudinei Oliveira. Esta possibilidade, inclusive, foi levantada logo após a goleada sofrida para o Flamengo, por 4x1, na rodada passada. Enquanto era esperada a entrevista coletiva do comandante, quem surgiu para dar explicações ao torcedor foi o executivo de futebol rubro-negro Klauss Câmara. No discurso do dirigente, o tom foi de apoio ao treinador. “Entendemos que era o momento para tirar Claudinei da coletiva para que a gente também assumisse responsabilidades. O treinador e o grupo têm confiança para sequência de trabalho”, afirmou Câmara.

Além de todas essas questões, o Sport ainda atravessa por um momento delicado no extracampo. A diretoria deve um mês de salárioda carteira de trabalho, além de um valor que está previsto no direito de imagem dos jogadores. No momento, não há um prazo estipulado para quitar a dívida. A expectativa é de que o pagamento possa ser efetivado até o fim desta semana. Segundo Fellipe Bastos, um dos líderes do elenco, essa situação não tem interferido no desempenho do time.

"Desde do início do ano, o salário está atrasado no Sport. A gente entende que é uma dificuldade que o clube passa, mas a gente tem que trabalhar com isso. Os mesmos jogadores que estavam com os salários atrasados antes da parada da Copa conseguiram 19 pontos e foram apontados como o time sensação, como foi dito, são os mesmos que estão aqui hoje. A gente sabe onde estamos errando, é nisso que temos que melhorar. Salário é muito importante, temos que receber, mas não estamos fazendo corpo mole algum por causa disso", assegurou o volante.



FOLHAPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »