ABC foi último a vencer o Náutico antes de "guinada"

quinta-feira, agosto 02, 2018
Após dois meses e um turno, Náutico e ABC se reencontram sábado (4), na Arena de Pernambuco, pela penúltima rodada da primeira fase do Grupo A da Série C. Será o segundo duelo dos times na competição. No primeiro, os potiguares venceram por 2x0 no Frasqueirão. Desde aquele jogo, um turno se passou e a maré foi mais positiva para o lado alvirrubro. Crescimento baseado na reconquista de um sentimento.

“Voltamos a ter confiança. Márcio, quando chegou, falou que o grupo era bom, mas tínhamos que acreditar no nosso potencial. Nessa última derrota, fizemos um dos nossos melhores jogos que fizemos, mas eles tiveram mais sorte. Aquilo nos incomodou bastante e serviu de exemplo para evoluirmos”, afirmou o volante Jhonnatan.

A história dessa reviravolta começou há exatos dois meses. O Náutico estava na vice-lanterna da chave, com sete pontos. O ABC era o terceiro, com 11. O técnico Márcio Goiano fazia seu segundo jogo no comando do Timbu. Os potiguares estavam invictos em casa e continuaram com a marca ao vencer os pernambucanos com gols de Higor Leite e Vitinho. O alvinegro permaneceu em sua posição e o alvirrubro caiu para a lanterna.

O cenário mudou bastante de um turno para outro. Oito partidas foram disputadas nesse período e o Náutico não perdeu mais. Ganhou 20 dos 24 pontos possíveis (83,3%), com seis vitórias e dois empates. Saltou para a segunda posição, com 27. O ABC, por outro lado, teve um aproveitamento pífio de 29,1%. Foram cinco derrotas, um empate e apenas duas vitórias. Não segurou a invencibilidade em casa e saiu do G4. O clube está em quinto, com 21 pontos.

As equipes seguem lutando por uma vaga no mata-mata da Série C. O Náutico precisa apenas de um empate para se classificar, enquanto o ABC necessita da vitória e dos tropeços de Santa Cruz e Botafogo/PB para seguir sonhando com o G4 até a última rodada.

Time

O Náutico mudou sua base defensiva nos últimos dois meses. No jogo de ida contra o ABC, o setor foi formado com Bruno; Thiago Ennes, Camutanga, Camacho e Tiago Costa. Os laterais e Camacho perderam espaço para Bryan, Sueliton e Assis. Para a partida do sábado, contudo, Bryan está vetado por conta de uma lesão no quadril e Thiago será o substituto. Na frente, a maior surpresa foi a saída de Ortigoza. O paraguaio, artilheiro do clube na temporada, com 11 gols, deve ficar no banco de reservas contra os potiguares. Goiano deve montar um trio ofensivo formado por Robinho, Dudu e Wallace Pernambucano.



FOLHAPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »