Rússia faz 3x1 no Egito e fica muito perto das oitavas

terça-feira, junho 19, 2018
Com atuação convincente diante do Egito de Mohamed Salah, a anfitriã Rússia venceu por 3x1, nesta terça-feira (19), e pode se tornar a primeira seleção nas oitavas de final do Mundial, em caso de provável vitória do Uruguai sobre Arábia Saudita no outro jogo do Grupo A.

O jogo teve duas assistências do lateral direito brasileiro naturalizado russo Mário Fernandes, de 27 anos. O atleta começou a carreira no Grêmio, em 2009, mas atua no CSKA Moscou há seis anos. Na temporada passada, ele conseguiu a cidadania do país anfitrião do Mundial de 2018. A vitória ainda deu à Rússia o status de primeira sensação desta competição. Afinal, são oito gols marcados e apenas um sofrido em duas partidas - os europeus já haviam batido a Arábia Saudita por 5x0 na estreia.

O apoio do povo local tem sido integral: nesta terça, mais de 64 mil pessoas compareceram ao estádio em São Petersburgo, sendo ampla maioria russa. Os africanos, por sua vez, praticamente se despediram da competição. O confronto também marcou a estreia de Salah, que sofreu lesão no ombro esquerdo durante a final da Liga dos Campeões da Europa, em 26 de maio. O Camisa 10 fez, de pênalti, o único gol egípcio no duelo desta terça. Ele está entre os cotados para ser um dos três melhores do mundo pela Fifa no fim de 2018.

No primeiro tempo, a Rússia mostrou estar empolgada pela presença em massa de sua torcida ao estádio de São Petersburgo. O primeiro bom momento da equipe da casa foi quando Zhirkov cobrou falta na área do Egito. A zaga afastou, mas a bola sobrou para Cheryshev, que ajeitou e bateu para o gol, por cima. Depois, Gazinskiy chegou pela linha de fundo do lado esquerdo e cruzou à procura de Dzyuba, de 1,96m. Apesar da altura, ele não alcançou.

Até então apagado, Salah tentou pela primeira vez aos 21 minutos. O atacante do Liverpool recebeu pela esquerda, puxou para dentro e serviu Trezeguet, que bateu em cima da defesa. O Camisa 10 egípcio ainda tentou mais duas vezes na etapa inicial. Primeiro, quase resvalou cabeçada de Mohsen para o gol, mas Zhirkov impediu. Em seguida, recebeu na frente, dominou, girou e chutou de esquerda, mas para fora.

Os gols vieram apenas no segundo tempo. Aos dois minutos, El Shenawy saiu de soco em cruzamento e deu rebote para Zobnin. O russochutou meio sem jeito, mas o egípcio Fathi tentou cortar e mandou contra seu próprio gol, abrindo o placar em São Petersburgo. Aos 13 minutos, o brasileiro naturalizado russo Mário Fernandes entrou na grande área pela direita, chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. Cheryshev ampliou o marcador. Foi o terceiro gol do russo na competição, agora empatado com Cristiano Ronaldo na artilharia do Mundial.

No minuto seguinte, Dzyuba recebeu lançamento de Mário Fernandes e estufou as redes do goleiro El Shenawy. Aos 27, o Egito contou com o uso do VAR (árbitro em vídeo) para ter um pênalti em seu favor. Salah bateu e fez o de honra dos africanos em São Petersburgo. Agora, os egípcios só não estarão eliminados da Copa caso ocorra uma combinação de resultados no Grupo A do Mundial.

Primeiramente, os africanos precisam torcer para a Arábia Saudita vencer o Uruguai nesta quarta (20). Depois, é necessário que derrotem os próprios árabes na última rodada do Grupo A, além de torcer por novo tropeço dos sul-americanos, que vão enfrentar a Rússia.

Já os russos só não se classificam caso a Arábia vença seus dois próximos jogos de goleada, assim como o Uruguai também aplique goleada na própria Rússia na rodada final. Dessa forma, os três times ficariam com seis pontos, e a vaga seria decidida no saldo de gols. Com seis pontos, a Rússia vai decidir a liderança do Grupo A contra o Uruguai na próxima rodada, dia 25, em Samara. Já Egito e Arábia Saudita se enfrentam no mesmo dia, em Volgogrado.

Ficha do jogo

RÚSSIA 3
Akinfeev; Mario Fernandes, Kutepov, Ignashevich, Zhirkov (Kudryashov); Zobnin, Gazinskii, Samedov, Golovin, Tcherishev (Kuzyaev); Dzyuba (Smolov). T.: Stanislav Cherchesov

EGITO 1
El Shenawy; Fathi, Gabr, Hegaxy, Abdelshafy; Hamed, Elneny (Warda), Trezeguet (Sobhi), Abdalla; Salah, Marwan Mohsen (Kahraba). T.: Hector Cuper

Local: São Petersburgo
Árbitro: Enrique Caceres (ARG)
Cartões amarelos: Smolov (Rússia); Trezeguet (Egito)
Gols: Fathi (contra) (R), aos 2min do segundo tempo; Tcherisev (R), aos 13min do segundo tempo; Dzyuba (R), aos 16min do segundo tempo; Salah (E), aos 27min do segundo tempo




FOLHAPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »