Junto há 38 anos, casal comemora Dia dos Namorados no São João 2018 de Caruaru

quarta-feira, junho 13, 2018
A dona de casa Eneida Maria e o motorista Roberto Soares estão casados há 38 anos e sempre comemoram de forma especial o Dia dos Namorados. Na terça-feira (12) o casal escolheu o Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, para celebrar a data. "Mas as flores não podem faltar. Eu já dei mais cedo", disse o motorista.

"Nós não perdemos um show. E comemorar o Dia dos Namorados é bonito. Na verdade, todo dia é dia, mas hoje é mais especial, é dia de ganhar presente", brincou a dona de casa. Ao G1, o marido de dona Eneida garantiu: "Além das flores, o presente sempre é trazer ela para o show no pátio. Essa é a melhor festa do Brasil".

Para animar a noite dos namorados no Maior e Melhor São João do Mundo, o grupo Bandeira de São João se apresentou às 18h e levou uma mistura de dança e teatro para passar uma mensagem de alerta para a exploração do trabalho infantil. Em seguida, o paraibano Luan Estilizado cantou para o público.

A terceira atração da noite foi a banda Capim com Mel, que levou sucessos do forró tradicional para quem foi prestigiar o show. Músicas como "Telefona-me" e "Quando você quiser voltar" foram cantadas pelo grupo, que fez homenagens a bandas como Matruz com Leite, Mel com Terra e Cavalo de Pau.

Especialmente para os casais apaixonados, os vocalistas Jack Beverly Hills e Charles Bond cantaram "Pra sempre". "Amo cantar o forró romântico. E cantar no São João de Caruaru é um privilégio. Esta foi uma noite que ficou para a história", disse a cantora.

Juntos há um ano, a cabeleireira Nilda Silva e o soldador Leonardo Elias comemoraram o primeiro Dia dos Namorados no polo principal do São João 2018 de Caruaru. "A programação está muito boa, então escolhemos comemorar aqui", ressaltou Nilda.

Quem encerrou a noite de shows foi a paraibana Lucy Alves. Além do forró, a cantora levou xote, baião e coco para o público. Multi-instrumentista, ela começou tocando sanfona e violino. "Encaro isso [de tocar vários instrumentos] como um diferencial. As pessoas amam ver essa diversidade. E o forró faz parte da minha raiz, do meu DNA. O forró sempre vai estar na minha música", afirmou.

Para o público, Lucy pediu para que fosse celebrada "a música, o amor e os encontros". Ela ainda exaltou a importância do estado onde nasceu para a carreira dela, e a força e a luta diária das mulheres.



G1PE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »