Iguais no confronto direto, Náutico e Santa são opostos na Série C

segunda-feira, junho 18, 2018
Santa Cruz e Náutico medem forças pela terceira vez na temporada. Os rivais voltam a se enfrentar depois de pouco mais de dois meses após um empate em 1x1, na Arena de Pernambuco, na estreia do Campeonato Brasileiro da Série C. Antes do duelo pelo Nacional, tricolores e alvirrubros também empataram no Campeonato Pernambucano (7ª rodada da primeira fase) em 0x0, no estádio do Arruda, palco do novo Clássico das Emoções, nesta segunda, às 21h15, pela 10ª rodada do Grupo A.

No reencontro com o ex-clube, no qual foi campeão pernambucano este ano e encerrou um jejum de título do Timbu que durou 13 anos, o técnico Roberto Fernandes defende sua invencibilidade no comando e a manutenção da Cobra Coral no G4. Com dois empates, ambos fora de casa (Confiança/SE e Salgueiro), e uma vitória (Juazeirense/BA), o Santa não perde há três jogos. Na rodada passada, nada de gols no confronto diante do Carcará, no estádio Cornélio de Barros, no Sertão do Estado. Já o Náutico vem de uma vitória sobre o Remo/PA por 3x2, na Arena de Pernambuco.

Apesar do equilíbrio nos clássicos disputados em 2018, tricolores e alvirrubros vivem situações opostas na tabela de classificação da Série C. O Santa ocupa a 4ª posição, com 14 pontos, não pode ser mais ultrapassado na rodada e, em caso de vitória, tem a possibilidade de igualar a pontuação do vice-líder Confiança/SE, além de ultrapassar o ABC/RN, 3º colocado. Por outro lado, o Náutico figura na zona de rebaixamento e está no 9º lugar, com 10 pontos, mas um triunfo o coloca na porta do G4 e o faz saltar quatro colocações.

Histórico

Torcedor declarado do Náutico, Roberto Fernandes já enfrentou os alvirrubros cinco vezes na carreira. Em três delas os pernambucanos saíram vencedores, em jogos contra Londrina/PR, Anapolina/GO e Ituano/SP. Houve outro duelo que terminou empatado diante do Ituano/SP. A única vitória do treinador perante o Timbu foi em 2014, época em que dirigia o América/RN. O profissional admitiu que o jogo é diferente dos demais e tratou o clássico como especial.

"É um reencontro inevitável, mas é uma situação em que cada um vai lutar pelos seus interesses. Mas é um jogo que vamos jogar e defender as cores do Santa Cruz. Não vou ser hipócrita em dizer que será um jogo como qualquer outro", pontuou o treinador, que esteve no comando do Náutico nos dois clássicos contra o Santa.

Ficha do jogo

Santa Cruz
Tiago Machowski; Maílton (Vítor), Augusto Silva, Sandoval e Allan Vieira (Henrique Ávila); Charles, Carlinhos Paraíba e Arthur Rezende; Fabinho Alves, Leandro Costa e Robinho. Técnico: Roberto Fernandes.

Náutico
Bruno; Thiago Ennes, Rafael Ribeiro, Camacho, Assis; Jhonnatan (Negretti), Luiz Henrique, Dudu (Júnior Lemos); Robinho, Lelê (Wallace) e Ortigoza. Técnico: Márcio Goiano.

Local: estádio do Arruda (Recife/PE)
Horário: 21h15
Arbitragem: Edmar Campos Encarnação/AM
Assistentes: Marcos Santos Vieira e Uesclei Regison Pereira dos Santos (ambos do AM)
Transmissão TV: Esporte Interativo




FOLHAPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »