Brasil derrota a Coreia do Sul na Liga das Nações

sexta-feira, junho 01, 2018
No primeiro confronto em casa pela Liga das Nações de vôlei masculino 2018, o Brasil colocou as cartas na mesa. Contra a Coreia do Sul, em Goiânia (GO), na tarde desta sexta-feira (1º), a seleção comandada por Renan Dal Zotto investiu nas variações de saque, apresentou volume defensivo e eficiência nas viradas de bola, fazendo 3x0 em parciais de 25/21, 25/19 e 25/19.

Com o resultado, a seleção brasileira somou mais três pontos e, agora, tem um total de 10, mantendo-se entre os primeiros na tabela da Fase Classificatória. Vale ressaltar que após as cinco semanas iniciais da Liga das Nações, somente os cinco países de melhor campanha e a França, por ser país sede da Fase Final, farão as partidas que valerão medalhas. Neste sábado (2), a equipe volta à quadra para enfrentar o Japão, às 8h30, e no domingo joga com os Estados Unidos, às 12h40.

Nesta sexta (1º), Renan Dal Zotto entrou em quadra com o levantador William, o oposto Evandro, os centrais Eder e Isac, os ponteiros Lipe e Leo e o líbero Murilo. Entre as caras que normalmente vestem a camisa nacional, a novidade foi Leo, do Juiz de Fora/MG e com passagens nas seleções de base, que foi convidado por Renan para uma fase de treinos e, ao que parece, agradou.

Jogo

O Brasil começou o jogo com um saque pesado, o que perturbou a linha de passe coreana e atrapalhou a construção das suas jogadas ofensivas. Isso, naturalmente, favoreceu o bloqueio da seleção brasileira, que também mostrou bom volume defensivo e precisão nas viradas de bola e contra-ataques. O saque incomodou tanto que o oposto sul-coreano passou a compor o passe, ajudando a equipe a melhorar na partida. O crescimento dos asiáticos, no entanto, não foi suficiente para frear a seleção, principalmente nos lances de meio de rede, bastante explorados pelo levantador William.

A parcial seguinte teve a mesma cadência. Saques pesados dificultando a armação das jogadas sul-coreanas, bloqueio bem postado impondo pressão e muita precisão ofensiva. Destaque para os centrais Eder e Isac, com atuações inspiradas no ataque e no saque. Isac também brilhou com defesas importantes e, tamanha fora a confiança, que até se apresentou para levantar em contra-ataque após defesa de William.

Desconcentrado no início do terceiro set, o Brasil cometeu alguns deslizes que fizeram da parcial a mais equilibrada da partida. Em desvantagem, os sul-coreanos passaram arriscar mais no ataque, em bolas despretensiosas de segunda e no saque. Mais soltos, chegaram a liderar o placar. Na reta final do set, contudo, a seleção cresceu. Os saques ganharam variações, ora forçados, ora colocados – esses executados com maestria por William – e o bloqueio voltou a incomodar os adversários. Assim, abriu caminho para fechar o set e o jogo.

Liga das Nações Masculina

1ª semana:
Kraljevo (Sérvia)

25.05 – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/22, 25/22 e 26/24)
26.05 – Brasil 2 x 3 Itália (25/18, 19/25, 21/25, 26/24 e 8/15)
27.05 – Brasil 3 x 0 Alemanha (26/24, 25/23 e 26/24)

2ª semana:
Goiânia (Brasil)
01.06 – Brasil 3x0 Coreia do Sul(25/21, 25/19 e 25/19)
02.06 – Brasil x Japão – 8h35 (Globo e SporTV 2)
03.06 – Brasil x Estados Unidos – 12h40 (SporTV 2)



FOLHAPE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »