Pernambuco:Quatro distribuidoras vão trabalhar 24horas na distribuição do combustível

sábado, maio 26, 2018
O decreto promulgado na sexta-feira pelo governador Paulo Câmara estabelecendo situação de emergência no estado viabilizará juridicamente uma operação extra de abastecimento. O governo vai garantir, a partir deste sábado (26), a distribuição de um milhão de litros de combustível ao longo deste fim de semana, tanto para a população civil quanto para a manutenção dos serviços públicos. Feita em sigilo por questões de segurança, a ação deve amenizar a falta do insumo em diversas regiões do estado.

O abastecimento aos postos será realizado pelas distribuidoras Dislub, Total, Federal e Setta, atendendendo a uma solicitação feita pelo próprio governador. As empresas vão trabalhar 24 horas para garantir a distribuição do combustível. Em contrapartida, o governo estadual garantiu a proteção dos caminhoneiros que farão o transporte. As informações foram repassadas ao Diario e confirmadas por fontes do governo.

Os postos de combustíveis que receberão o produto já foram mapeados. Pela logística de abastecimento, foram priorizados os municípios que prestam serviços regionais. Os caminhões-tanque seguem até os postos localizados nessas cidades e fazem o abastecimento. A partir de então, tanto a população quanto entidades como Corpo de Bombeiros, Polícias (Civil e Militar), hospitais, entre outros, poderão abastecer os veículos. Levando em consideração que um caminhão-tanque é capaz de armazenar 30 mil litros, em média, o combustível distribuído seria suficiente para encher 33 caminhões. Não há informações sobre quais cidades serão beneficiadas pela operação.

Outra decisão que pode favorecer a operação do governo é a liminar expedida na noite desta sexta-feira (26) por Daniela Zarzar, juíza titular da 30ª Vara Federal em Pernambuco. O documento determina a reintegração de posse à União das rodovias federais localizadas no estado. A liminar passa a ser aplicada a partir do início da manhã do sábado. A magistrada determina que a Polícia Rodoviária Federal, com apoio institucional da Polícia Militar, sem prejuízo da participação da Polícia Federal e até mesmo das Forças Armadas, cumpra mandado proibitório e de reintegração de posse mediante mera apresentação de cópia da decisão a qualquer pessoa que esteja obstando o curso livre e desimpedido das rodovias.

G1

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »