Perícias confirmam que tubarão atacou banhista no Grande Recife

quinta-feira, maio 10, 2018
As perícias realizadas pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarão (Cemit) confirmaram que o banhista que teve o braço e a perna amputados foi atacado por um tubarão, em incidente ocorrido na praia de Piedade, em Jaboatão, no Grande Recife. Com isso, o ataque passa a fazer parte das estatísticas oficiais.

Segundo o órgão, esse foi o 64º incidente com tubarão, em Pernambuco, desde 1992, quando essas ocorrências começaram a ser monitoradas. Em nota, o Cemit aponta que o incidente foi "presumivelmente provocado por tubarão tigre". O resultado do parecer técnico fez parte da reunião ocorrida na quarta-feira (9).

Em nota, o Cemit informou, ainda, que além dos animais, estuda o comportamento humano, já que “o tubarão encontra-se no ambiente dele”. Pablo Diego Inácio de Melo, 34 anos, foi atacado no dia 15 de abril e teve a perna e mão direitas amputadas pelos médicos do Hospital da Restauração (HR), no Centro do Recife, onde está internado.

O hospital informou, nesta quinta-feira (10), que o paciente tem feito pequenas cirurgias reparadoras, que já estavam previstas pela equipe médica. O estado de saúde dele continua estável.

Entenda o caso

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o chamado para socorrer Pablo Diego foi feito às 14h38 do dia 15 de abril. O incidente aconteceu na altura da Igreja de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. Depois dos primeiros socorros feitos por duas equipes de bombeiros, Pablo foi levado de helicóptero ao Hospital da Restauração.

Segundo o oficial de operações do Grupamento Marítimo (GBmar) que participou do atendimento, capitão Arthur Leone, o homem estava numa área sinalizada por placas, com água na altura da cintura, quando foi mordido.

Os médicos chegaram a afrimar que o estado de Pablo era gravíssimo e que havia risco de morte. Após passar a respirar sem a ajuda de aparelhos, Pablo Diego conversou com a mãe no hospital. Ela disse que o filho contou que lutou com o tubarão ao ser atacado.



G1PE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »