Sudene muda de endereço por causa de obras estruturais em edifício no Recife

quinta-feira, julho 13, 2017
A Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) vai mudar de endereço de forma temporária para permitir obras de restauração no edifício-sede, na Zona Oeste do Recife. Os serviços passarão a ser prestados em um empresarial, em Boa Viagem, na Zona Sul, a partir de segunda-feira (24). O órgão não informou a previsão de conclusão dos reparos.

O processo de transferência, motivado por problemas na infraestrutura do prédio que fica no Engenho do Meio, começa no domingo (15). Ele seguirá até o sábado (22). Com a mudança, a Sudene vai funcionar no Empresarial Souza Melo Tower, na Avenida Domingos Ferreira, nº 1967.

Durante o período de atividades no novo endereço, a Sudene não terá condições de funcionar normalmente. Entretanto, serão mantidos alguns compromissos e atividades, segundo a autarquia.

Histórico

Em 2015, a Justiça Federal determinou a interdição do prédio do Engenho do Meio. A decisão foi tomada por causa de deficiências no sistema de combate a incêndio e nas instalações elétricas e hidráulicas. Na época, instituições que ocupavam o imóvel ficaram três dias sem funcionar.

Nos últimos anos, a Sudene e as outras instituições que funcionavam no prédio, tentaram evitar o colapso na estrutura. A ideia original era realiar reparos sem interferir na atividade de órgãos públicos, como Justiça do Trabalho, Codevasf e IBGE.
Como não foi possível, instituições deixaram o prédio, ao longo dos últimos anos. A principal justificativa era a falta de segurança para trabalhadores e para o público.

Em 2016, a fragilidade do prédio ficou evidente. Chuva com fortes rajadas de vento deixaram salas inundadas, janelas e portas de vidro quebradas e telhas arrancadas. No primeiro semestre deste ano, problemas em uma das subestações provocou o corte de energia na Ala Sul. A situação não mudou até agora.

Justificativas

De acordo com o superintendente da Autarquia, Marcelo Neves, a desativação temporária é o melhor caminho para acelerar a reforma. Ele afirma que a ideia é voltar a ter o Edifício Sudene como sede da superintendência assim que a reforma estiver concluída.

Segundo informações da comissão que conduziu o processo de escolha do novo imóvel, a Sudene gasta, atualmente, R$ 400 mil por mês com taxas de condomínio do prédio-sede. O diretor de Administração da autarquia, Antônio Magalhães Ribeiro, informou que a mudança para o novo prédio provocará uma redução de 40% a 50% nas despesas.

G1PE

Comente

Veja Também

Anterior
« Prev Post
Próximo
Next Post »